A verdade não contada sobre The Cranberries

The Cranberries foi uma das maiores bandas dos anos 90, especialmente se você cresceu na Irlanda ou no Reino Unido.

Guitarras crescentes e a voz da vocalista Dolores O’Riordan tornaram as canções da banda sucessos, levando sua popularidade ao auge na virada do milênio.

1 – Os irmãos Noel e Mike Hogan publicaram anúncio procurando cantora para a banda

Antes de The Cranberries entrarem em cena em 1993 com seu primeiro álbum Everybody Else is Doing It, So Why Can’t We e seu single “Linger”, eles trabalharam arduamente durante anos, começando em 1990 quando os irmãos Noel e Mike Hogan e o baterista Fergal Lawler publicaram um anúncio para que uma cantora se juntasse ao grupo, escreveu a Rolling Stone.

2 – Dolores O’Riordan carregava um teclado no teste de audição de The Cranberries

Dolores O’Riordan entrou vestindo um agasalho, para o que seria um começo sem brilho.

Lawler disse que O’Riordan carregava um teclado com ela e começou seu teste, mas eles mal podiam ouvi-la por causa dos alto-falantes. Depois ele teve que lhe dar uma carona até o ponto de ônibus.

Mas O’Riordan voltou para outra tentativa, e todo o grupo ouviu como sua voz se encaixava bem na música que todos queriam fazer.

3 – “Zombie” foi inspirada pela agitação que acontecia na Irlanda na época

Em 1994, os Cranberries estavam prontos para assumir um nível diferente de fama. A banda lançou seu segundo álbum, No Need to Argue.

O álbum cumpriu a esperança de Dolores O’Riordan de passar para um som mais ousado, e eles fizeram isso com a música “Zombie”.

Como o UDiscoverMusic explicou, “Zombie” foi catártico para a banda, já que a música foi inspirada pela agitação que acontecia na Irlanda na época e The Troubles alguns anos antes. O’Riordan disse: ‘Zombie’ é a música mais agressiva que a banda já escreveu.”

Escrita depois que bombas na cidade de Warrington, no norte da Inglaterra, mataram Tim Parry e Jonathan Ball, de 12 anos, e Jonathan Ball, de três anos, e chocaram a nação, a canção foi criticada.

As pessoas achavam que a banda estava escolhendo um lado. Para muitos fora da Irlanda, a música e o vídeo apresentou o conflito a um público mais amplo, e “Zombie” se tornou o primeiro hit número um do The Cranberries.

4 – Dolores O’Riordan pediu uma pausa em The Cranberries

Mais álbuns se seguiram, mas nenhum atingiu as mesmas alturas de seus empreendimentos anteriores. Em 2003, Dolores O’Riordan disse a seus colegas de banda que precisava de uma pausa.

The Cranberries teve um hiato de cinco anos, onde cada membro assumiu mais projetos solo.

5 – Dolores O’Riordan foi encontrada morta em quarto de hotel em Londres

O’Riordan foi encontrada morta em um quarto de hotel em Londres em janeiro de 2018. Ela tinha 46 anos.

Uma investigação posterior determinou que ela se afogou acidentalmente na banheira após ser intoxicada com altos níveis de álcool, relatou o The Guardian.

Hogan, e o resto do The Cranberries, anunciaram que a banda se separaria permanentemente. Eles não queriam continuar sem O’Riordan.

A verdade não contada sobre The Cranberries via @focoefama

Autor(a): Handreza Hayran

Handreza Hayran é editora do Foco e Fama e autoproclamada especialista das curiosidades obscuras da cultura pop.

Rafael-lange

Rafael Lange: Youtuber que foi expulso da feira Brasil Game Show em 2014

Garbage-855x570-1

O que aconteceu com a banda Garbage dos anos 90?