Bob Dylan

Bob Dylan: Quatro momentos em oitenta anos de vida

Bob Dylan completou 80 anos nesta segunda-feira, aclamado mundialmente como uma das figuras fundamentais da cultura do século passado.

Mas a vida e a obra de Bob Dylan nos deixaram material suficiente para reconstruir sua lenda nesta data importante.

1 – Seu nome é em homenagem ao poeta britânico Dylan Thomas

Robert Allen Zimmerman nasceu neste dia em 1941 em uma família de comerciantes judeus em Duluth, uma cidade no estado de Minnesota (EUA). Aos vinte anos, mudou-se para Greenwich Village, em Nova York, após ter abandonado os estudos com a firme intenção de se dedicar à música folk.

Em 1962 já mudou seu sobrenome para Dylan – uma homenagem ao poeta britânico Dylan Thomas – e lançou seu álbum de estreia autointitulado. Um ano depois, ele lançou “The freewheelin”, o álbum que contém “Blowing in the wind”.

A música se torna um hino universal e transforma Dylan no novo messias do folk. Um ano depois, ele avisa no título de seu novo sucesso que “Os tempos estão mudando”. Seus fãs logo entenderam por que ele diz isso.

2 – Bob Dylan lança Blonde on blonde

Dylan desce do trono folk, conecta sua guitarra e escreve a canção mais influente e aclamada da história do rock.

Em Londres o chamam de Judas por ter eletrificado seu som. O grito pode ser ouvido no “Live 1966. The Royal Albert Hall Concert”.

Mas Dylan se mantém firme e publica o monumental “Blonde on blonde”.

3 – Bob Dylan: entre a dor e a glória

Os anos setenta são uma montanha-russa. Ele se divorcia de Sarah, com quem teve quatro filhos, e publica um de seus álbuns mais aclamados, “Blood on the tracks” (1975).

Chega ao topo das paradas com “Hurricane“, música que denuncia as injustiças sofridas pelo boxeador afro-americano Rubin “Huracán” Carter.

E no final da década, ele mais uma vez desalojou a todos ao se proclamar cristão e dedicou à sua revelação uma trilogia de discos que começa com “Slow trin coming”, produzida com Mark Knopfler, de Dire Straits.

4 – Bob Dylan e o Nobl de literatura

Em 13 de outubro de 2016, a Academia Sueca confirmou que a possibilidade de premiar Bob Dylan com o Prêmio Nobel de Literatura era totalmente verdade.

“Bob Dylan é um grande poeta na grande tradição da língua inglesa a partir de William Blake”, garante a secretária permanente da Academia Sueca ao justificar o prêmio em suas primeiras declarações a jornalistas.

O prêmio reconhece a contribuição fundamental de Dylan para textos musicais modernos.

Em dezembro de 2020, o Prêmio Nobel de Literatura e Lenda do Rock, Bob Dylan, colocou à venda por 300 milhões de dólares os direitos de seu catálogo musical que abrange sessenta anos de carreira e cerca de 600 canções. Cinco meses atrás, ele vendeu os direitos de suas músicas para a Universal Music

Bob Dylan

Autor(a): Handreza Hayran

Handreza Hayran é editora do Foco e Fama e autoproclamada especialista das curiosidades obscuras da cultura pop.

Um dos vídeos mais virais do YouTube foi leiloado por 760 mil dólares

sky rojo

Sky Rojo: nova série dos criadores de La Casa de Papel na Netflix