Jacaré de 1,5 metro é comido por píton; os cientistas o removem intacto de seu estômago

Handreza Hayran
2 Minutos de Leitura
piton

Cientistas da Flórida, nos Estados Unidos, descobriram um jacaré inteiro de 1,5 metro dentro do estômago de uma píton.

A Dra. Rosie Moore compartilhou as imagens chocantes, relatando que a cobra foi sacrificada como parte de uma investigação sobre a dieta desses fascinantes répteis.

A píton foi sacrificada por funcionários do Everglades National Park e doada para pesquisas sobre sua espécie, por apresentar uma estranha protuberância em seu comprimento, e também por seu incrível tamanho de 5,5 metros.

No laboratório, fizeram uma necropsia para ver o interior, onde encontraram o jacaré.

Ao abrir a cobra, encontraram o jacaré de 1,5 metro morto. O vídeo  mostra os momentos em que começaram a cortar a pele da píton, onde já era evidente a silhueta de um animal de bruços; posteriormente, eles o deslizaram para fora e ele saiu com todas as suas partes intactas.

Esta cobra foi capturada por funcionários do Parque Nacional de Everglades, cujo trabalho é caçar esses animais. As pítons birmanesas são consideradas uma espécie invasora e são mortas indiscriminadamente para não perturbar a vida selvagem nativa do estado da Flórida.

Mais sobre a píton birmanesa

As pítons birmanesas, que não são nativas da Flórida, chegaram aos Everglades depois de serem abandonadas neste vasto parque nacional. Ao longo dos anos elas se reproduziram de forma incontrolável e são praticamente uma praga.

Assim, elas passaram anos desequilibrando o ecossistema atacando pássaros e mamíferos locais, deixando outros predadores nativos sem presas.

Recentemente foi realizado com sucesso o Florida Python Challenge, um torneio no qual as pítons birmanesas devem ser caçadas com o objetivo de aumentar a conscientização sobre as espécies invasoras e as ameaças que representam para a ecologia da Flórida.

Nesta edição, foram caçados um total de 231 espécimes. Desde o ano 2000, mais de 16.000 pítons invasoras foram mortas.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.