assasino de Jhon Lennon

O assassino de John Lennon teve sua liberdade condicional negada pela 11ª vez (8 fotos)

O assassino de John Lennon, Mark David Chapman, foi condenado em 1980. Em 26 de agosto de 20210, Chapman, de 65 anos, teve novamente sua liberdade condicional negada pela décima primeira vez.

Há dois anos, ele declarou que havia encontrado Jesus, tinha vergonha de seu feito e estava pronto para ficar na prisão o tempo que fosse necessário.

A comissão anterior de liberdade condicional em 2018 afirmou que o assassino do lendário “Beatle” arrisca a sua saúde e vida muito mais à solta do que nas paredes da prisão.

Aparentemente, mesmo dois anos depois, a opinião da comissão não mudou. Mark Chapman vai ficar onde estava, na Wende Correctional Facility perto de Buffalo, Nova York.

Mark David Chapman matou John Lennon na frente de sua esposa Yoko Ono do lado de fora do edifício residencial Dakota em Manhattan em 8 de dezembro de 1980. Mais tarde, ele disse que estava zangado com a imensa fama que o músico havia conquistado.

O assassino esperou cinco horas pela vítima em sua casa. Vale ressaltar que mais cedo naquele dia ele já se aproximou de Lennon e ele lhe pediu um autógrafo.

O edifício Dakota, onde John Lennon e Yoko Ono viviam e perto do qual o assassinato ocorreu

No dia do assassinato, Chapman viu pela primeira vez Lennon sair de casa e pediu-lhe que autografasse um álbum para ele. E então ele esperou que o músico voltasse à noite.

Lennon estava no estúdio de gravação e voltou para casa com Yoko por volta das 23h30. O assassino atirou nele quatro vezes, acertando suas costas e ombros. Eles tentaram salvar Lennon, mas ele morreu no hospital cerca de uma hora depois.

Quando a polícia veio prender Chapman, ele estava sentado, no “Dakota”, folheando as páginas do livro “O apanhador no campo de centeio”. Ele não tinha intenção de se esconder.

No julgamento, Chapman rejeitou as tentativas de seu advogado de alegar insanidade e se declarou culpado.

Ele se tornou elegível para liberdade condicional em 2000. Na prisão, ele é mantido em isolamento obrigatório. Isso é feito para protegê-lo de outros prisioneiros. Chapman só pode sair de sua cela três horas por dia.

Yoko Ono e Sean Lennon

Yoko Ono se opôs repetidamente à libertação de Chapman no passado, alegando que ele representa um perigo para ela e os filhos de Lennon – Julian (filho do primeiro casamento de Lennon) e Sean (filho de Lennon e Yoko Ono). Não se sabe se ela escreveu para o conselho de liberdade condicional este ano como fez no passado.

assasino de Jhon Lennon

Autor(a): Handreza Hayran

Handreza Hayran é editora do Foco e Fama e autoproclamada especialista das curiosidades obscuras da cultura pop.

New Amsterdam

Quem é a pessoa real que inspirou ‘New Amsterdam’?

Design sem nome

Ana de Armas de maiô no set do filme “THE GRAY MAN” da Netflix (fotos)