‘A Caça ao Rei da Criptomoeda’: Onde está Michael Patryn agora? 

Iasmin Maciel 30/03/2022
Atualizado 01/04/2022 22:13
3 Minutos de Leitura
Michael Patryn

Em ‘Não Confie em Ninguém: A Caça ao Rei da Criptomoeda’, novo documentário baseados em crimes reais da Netflix, Michael Patryn era o co-fundador da Quadriga, plataforma de criptomoeda que entraria em investigação após a morte repentina de Gerald Cotten, CEO da empresa.  

A morte de Gerald com a coincidente perda de mais milhões de dólares dos fundos dos clientes, fez com que abrisse uma investigação sobre a morte do CEO pata saber se esse foi mais um golpe dele.

Mas a investigação não foi só direcionada à Gerald, em meio às informações sobre a Quadriga, um lado obscuro sobre Michael também foi revelado.

Quem é Michael Patryn?

Michael Patryn foi o co-fundador, ao lado de Gerald, da Quadriga Fintech Solutions, plataforma de criptomoedas.

Antes de virarem sócios na Quadriga, Michael e Gerald já haviam trabalhado juntos na tentativa de integrar em um grupo para participar de uma exchange de Bitcon.

Após 3 anos de parceria na Quadriga, Michael sai da empresa em 2016, porém, continuou com grande parte das ações da plataforma.  

Com a morte de Gerald, o passado de Michael veio à tona, com revelações sobre supostos crimes cometidos por um homem chamado Omar Dhanani, com indícios de que Omar e Michael eram a mesma pessoa.  

Omar cometeu diversos crimes usando diferentes identidades e chegou a ser condenado por fraude em 2004. Mesmo negando, documentos oficiais ligam Omar e Michel, indicando a falsa identidade do acionista da Quadriga.

Onde está Michael Patryn?

Com o desaparecimento dos milhões de dólares dos clientes da Quadriga, Michael se declarou inocente e sem nenhuma relação com o ocorrido, ele até chegou a afirmar que acreditaria que Gerald forjou a morte para fugir com o dinheiro. 

Após a falência da Quadriga, Michael declarou que perdeu muito dinheiro, porém, no início de 2022 foi revelado que ele estava à frente de uma empresa financeira de negociações de moedas digitais. A informação sobre a atuação de Michael na empresa resultou na queda dos tokens, o que levou para seu afastamento dos negócios.  

Não há uma informação sobre o atual paradeiro de Michael, a última atualização foi em 2019, onde ele estaria na Tailândia

Compartilhe este Post