Bohemian Rhapsody

Queen: O verdadeiro significado de “Bohemian Rhapsody”

Para os conhecedores de rock and roll, essa é uma espécie de dedicação.

Esta é a história de uma das melhores canções que você já ouviu. Este é o verdadeiro significado de Bohemian Rhapsody.

Concentre-se primeiro. Os primeiros 2 segundos da música farão você cantar junto, e caso você ainda não esteja familiarizado com o trabalho do Queen, você deve saber que “Bohemian Rhapsody” representa o auge da experimentação do rock dos anos 70.

A música de alguma forma consegue transformar a estrutura do rock progressivo em forma, reuniu estádios ao redor do mundo. Solos de guitarra lendários e letras icônicas que se encaixam perfeitamente e surpreendem a todos.

Ao longo dos anos, esses textos permaneceram um mistério. O guitarrista Brian May se recusou repetidamente a comentar a música, preferindo deixar os fãs com o que pensar e permitir que eles encontrem suas próprias interpretações.

Mas no DVD “Best Queen’s Hits”, ele deu uma ideia da música. Ele disse:

Acho que Freddie estava definitivamente lutando com problemas em sua vida pessoal, que ele pode ter decidido colocar na música. Ele definitivamente queria se recriar.

Outro músico próximo a Mercury, Tim Rice, foi mais direto com sua interpretação da música. Falando com Leslie Ann Jones, Tim Rice disse:

É bastante óbvio para mim que foi Freddie se assumindo. Ela contém uma mensagem clara. Freddie admite que é gay.

A música e a orientação sexual de Freddie Mercury

É importante notar que o tópico da orientação sexual de Freddie Mercury não é tão simples quanto pode parecer. Hoje todos sabem bem que o músico não era heterossexual, mas ainda não está claro como ele falava abertamente sobre isso. Também não se sabe se ele se identificou como gay ou bissexual.

É improvável que essa seja a única maneira de entender “Bohemian Rhapsody” aprendendo a história dela, mas vale a pena começar com isso. “Bohemian Rhapsody” abre com a cena de um homem perplexo e sobrecarregado com as expectativas da sociedade.

É esta a vida real? Isso é apenas fantasia? (Isso é realmente vida? Ou é uma invenção da fantasia?)

Mas em vez de viver sob o peso, Freddie canta:

Abra seus olhos, olhe para o céu e veja

Para Freddie Mercury, a redenção pode ser encontrada em aceitar a verdade, sua personalidade. Logo depois, Freddie Mercury se descreve.

Ele fala da inocência e desamparo que sente em um mundo que não está familiarizado com a bissexualidade.

Logo depois, o herói lírico diz a sua mãe para ser forte enquanto ele se prepara para encontrar seu destino – exílio ou laço. E aqui podemos pegar o fio que liga a segunda parte com a introdução – o niilismo do personagem antes do destino.

Como tudo nesta música, há um significado duplo potencial nessas linhas. A ideia de matar uma pessoa com uma arma apontada para sua cabeça também pode representar sexo com alguém, especialmente devido ao formato fálico da arma.

Aceitação da mãe

A aceitação da mãe reflete a conversa que a maioria das pessoas queer precisam ter com seus pais, e é especialmente problemática para aqueles cujas famílias não as aceitam.

Reconhecer sua verdadeira identidade significa matar seu antigo eu. Nas falas a seguir, o personagem principal é atormentado por um sentimento de culpa e medo devido à morte iminente. Ele tem arrepios, seu corpo dói o tempo todo.

O lendário solo de guitarra de Brian May começa com essas linhas. Uma peça musical que parece representar uma transição de um estado para outro e que nos leva à parte mais famosa da canção – a ópera.

Em geral, parte da ópera é como uma prova antes de o herói ir para a outra vida ou renascer.

Scaramouch

Scaramouch vem da comédia dellarte, uma forma de teatro italiano que se desenvolveu no século XVI.

A comédia de Dellarte consistia em cenas bizarras e espirituosas contendo um conjunto de personagens padrão com os quais os espectadores já estão familiarizados. 

Scaramouch era um palhaço arrogante e enganador que costumava brigar com outros personagens, inclusive Arlquim.

Esses dois personagens representam Mercury antes e depois de ele assumir sua identidade. Uma das marcas de Scaramouch é sua covardia.

Religião

Para Mercury e outras pessoas queer, as consequências estão relacionadas à religião. Aqui podemos encontrar significado na repetição do nome Galileu. Por causa de suas descobertas científicas, ele foi perseguido pela Igreja Católica. Um destino familiar para muitos.

Bismillah

Mais tarde na seção, ouvimos a repetição de “Bismillah”, uma frase árabe que significa o nome de Deus. Isso foi dito em resposta aos apelos de Mercury para que tudo fosse o mais fácil possível.

Mercury implora para salvar sua vida e sua alma eterna. A parte da ópera termina com medo.

O próprio Mercury tem medo de ser eternamente amaldiçoado, de ser evitado. É um medo religioso que surgiu de viver em um mundo onde os homossexuais foram privados de direitos por séculos.

Mas, no final, Freddie decide resistir às expectativas amorosas que a odiada sociedade pode ter. Ele decidiu aceitar seu verdadeiro eu e se tornou um ícone.

A última parte da música termina com o início da música. Freddie Mercury canta:

Nada realmente importa para mim

E embora as palavras sejam as mesmas, seu significado é completamente diferente. Se na introdução causam medo e depressão, no final é uma declaração de paz e liberdade.

Mercury percebeu que no final as pessoas não mudarão e sua própria personalidade não mudará, então não há por que viver com medo.

Armado com esse conhecimento, Freddie Mercury completa sua magnífica transformação e ascensão à divindade do rock.

Queen: O verdadeiro significado de “Bohemian Rhapsody” via @focoefama
nv-author-image

Handreza Hayran

Handreza Hayran é editora do Foco e Fama. Acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos. Também é apaixonada por séries, música, cinema e tudo o que é tecnológico.