Seleção da Alemanha desafia Fifa e recebe multa

A relação entre Alemanha e Fifa não vive seu melhor momento depois que a Mannschaft não foi autorizada a usar a polêmica pulseira ‘One Love’ na partida contra o Japão.

Agora os alemães foram mais longe e voltaram a apertar a corda, furando a obrigação da Fifa de que o técnico e um jogador de cada seleção se apresentem à mídia antes das partidas.

Hansi Flick, o técnico da Alemanha, sentou-se diante da imprensa antes do jogo decisivo contra a Alemanha e a primeira pergunta que ele teve que responder não era sobre futebol, mas sobre o funcionamento interno de seu time.

“Vim sozinho”, disse o treinador, questionado sobre a ausência de um futebolista na conferência de imprensa. “São três horas de viagem desde o nosso hotel de concentração e quero que os jogadores economizem energia”, justificou.

Seleção da Alemanha desafia Fifa: motivo

A verdade é que a delegação alemã está sujeita a uma sanção da FIFA, cujo regulamento obriga o treinador e um jogador a comparecerem à imprensa na véspera dos jogos no Catar.

Junto com a Bélgica, a Alemanha é a única seleção que tem sua sede longe de Doha, mais especificamente no Zulal Wellness Resort, no norte do país; cerca de 106 quilômetros praticamente em linha reta, cerca de uma hora e um quarto de viagem.

A decisão da Alemanha custará a eles uma penalidade financeira significativa da FIFA.