“A Garota Desaparecida do Vaticano”: um mistério não desvendado

Handreza Hayran
5 Minutos de Leitura
a garota desaparecida do vaticano

A menina do Vaticano é mais um dos documentários da Netflix que nenhum fã de mistérios reais pode perder.

A Netflix está se preparando para estrear na próxima quinta-feira, 20 de outubro “A Garota desaparecida do Vaticano”.

O Desaparecimento de Emanuela Orlandi é uma série documental que acompanha os detalhes de um dos casos policiais mais intrigantes ocorridos na Itália.

Emanuela Orlandi desapareceu dentro do vaticano

Dividida em 4 capítulos, a série documental explora “o caso mais misterioso que ocorreu dentro dos muros do Vaticano desde 1983”, onde uma menina que voltava para casa depois de fazer aulas de música desapareceu sem deixar vestígios.

Emanuela Orlandi está desaparecida há mais de 30 anos e até hoje ninguém sabe o que realmente aconteceu com ela, mas sua família, investigadores e teorias sugerem que seu desaparecimento pode ter sido um sequestro, e que poderia ter sido parte de um plano maior para evitar que um segredo obscuro venha à tona ou encobrir um crime.

A série foi criada por Mark Lewis, que anteriormente apresentou o perturbador documentário “Don’t F**k with Cats: Uma Caçada Online”, que conta a história de um grupo de detetives amadores da internet que unem forças para pegar um assassino de gatos que compartilhou seus crimes em um vídeo, e depois matou uma pessoa e escondeu seus restos mortais em uma mala.

Trailer

O primeiro trailer de “A Garota desaparecida do Vaticano” começa com a voz do irmão de Emanuela, que diz que ela está desaparecida há mais de 3 décadas e garante que ela não era uma garota comum, chamando-a de “Garota do Vaticano”, o que podemos supor que é sobre alguém que passa o tempo dentro dos muros do Vaticano, de onde ele desapareceu.

Além disso, o documentário da Netflix diz que o caso é um dos mais misteriosos de todos os tempos e algumas teorias da conspiração são até propostas sobre o que poderia ter acontecido com ela, e até é proposto que os sequestradores pretendiam usá-la para libertar o homem que atirou Papa João Paulo II.

A própria família de Emanuela é apresentada por meio de entrevistas para contar sua versão da história e o que eles acreditam ter acontecido com a menina anos atrás.

Quando será lançado “A Garota desapareceida do Vaticano?

O documentário chegará à plataforma Netflix em 20 de outubro deste ano (poucos dias após a terceira temporada de “Mistérios Sem Solução”, que chega com 9 novos casos que permanecem sem resposta).

Do que se trata “A Garota Desaparecida do Vaticano”

A sinopse diz que: O desaparecimento de Emanuela Orlandi foi o caso mais misterioso que ocorreu dentro dos muros do Vaticano desde 1983.

Entre provas falsificadas e supostas pistas, o diretor Mark Lewis (ex-autor de “Don’t F**k with Cats ”) dá uma olhada no que sabemos até agora nesta nova série documental original da Netflix.

Como diz a sinopse, este documentário começa com os acontecimentos de 22 de junho de 1983, quando uma garota de 15 anos chamada Emanuela Orlandi estava voltando para casa depois de fazer suas aulas de música.

Emanuela e sua família moravam no Vaticano e nunca se soube o que aconteceu com ela, mas muitos pensaram que a Igreja estava envolvida, que as provas foram falsificadas e até que o Vaticano decidiu encobrir o que aconteceu para proteger seus segredos.

A notícia chamou a atenção do mundo inteiro devido à ligação de Emanuela com o Vaticano, e foi isso que levou muitos a pensar que era uma conspiração.

O documentário apresenta pistas, entrevistas, depoimentos e teorias de pessoas próximas a Emanuela e de alguns investigadores (como Pietro Orlandi e a jornalista Andrea Purgatori), para tentar descobrir o que aconteceu com a adolescente e quem foi o responsável pelo seu desaparecimento.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.