‘As Falsificadoras’ é baseada em uma história real? 

Iasmin Maciel
2 Minutos de Leitura
as falsificadoras

A comédia ‘As Falsificadoras’ estreou na Netflix com a história de Zoe Christensen e Rebecca Li, duas amigas de infância que resolvem entrar no mercado de falsificação de documentos.  

A cada início de um novo episódio a frase ‘parte disso realmente aconteceu…mas, juridicamente, inventamos’ faz parte da abertura da série.

Lógico que com essa afirmação o público é levado a acreditar que os eventos reproduzidos em ‘As Falsificadoras’ são baseados em uma história real.  

Se você ficou curioso sobre a série e se ela é realmente baseada em fatos reais, então confira o que sabemos sobre a criação de ‘As Falsificadoras’. 

‘As Falsificadoras’ é baseada em uma história real? 

Mesmo com aquela abertura que deixa subentendido que os eventos são baseados em histórias reais, aparentemente ‘As Falsificadoras’ não passam de conteúdo fictício.

Essa parte inicial em cada episódio é só mais um dos artifícios que a série usa para chamar atenção do público.  

A série é uma criação de David Turko, que usa até a quebra da 4ª parede para trazer uma série de comédia que consiga se conectar com os telespectadores enquanto explora o conceito de amizade.

Assim, ‘As Falsificadoras’ usa aspectos para convencer o público sobre ser baseado em uma história real, fazendo uma brincadeira com a própria série. 

Compartilhe este Post
Iasmin Maciel é escritora freelancer que encontra nos livros, filmes e series um abrigo para a mente. Ela pode passar o dia inteiro falando de sua série preferida "How I Met Your Mother".