Capitã Nova: ADD está morto ou vivo?

Handreza Hayran
3 Minutos de Leitura
capitã nova

O filme de ficção científica ‘Capitã Nova’, se concentra em um colossal desastre artificial que surge da ansiedade que caracteriza a preocupação global com as mudanças climáticas.

A perfuração no pólo norte causou um enorme desastre ecológico, tornando a vida no planeta insuportavelmente desafiadora. Assim, um futuro cidadão viaja de volta ao passado, prometendo acabar com o desastre que desviou a humanidade. Mas, as coisas não saem conforme o planejado.

O único companheiro de Nova na viagem é ADD, um robô inteligente que, no entanto, não entende de humor por ser difícil de programar.

Nova e ADD voltam com sucesso para 2025, mas ao pousar, ela perde a zona de queda, caindo na floresta a 67 quilômetros de seu destino.

Uma anomalia na viagem no tempo diminui a idade de Nova para 12 anos, e as pessoas não prestam atenção à criança. Eles podem parar o inevitável?

A “missão secreta” de Nova consiste em visitar o passado para mudar o rumo do futuro.

ADD está morto ou vivo?

Tecnicamente, o ADD não está morto nem vivo, pois é um bot. No entanto, o pequeno robô se torna um dos personagens mais cativantes da história. 

Depois que os militares o derrubam, o assistente de Luchtmeijer realiza alguns testes no bot. Após os testes, ele conclui que o bot será feito por humanos no futuro, já que a estrutura do chip é a mesma das marcas contemporâneas, só que mais avançadas.

ADD aproveita a oportunidade para escapar dos oficiais do exército e visitar a casa de Altan para conhecer Nas quando o assistente está distraído. Depois de dar a mensagem para Nas (sobre resgatar Nova), ADD cai no chão. Não sabemos seu paradeiro pelos próximos quinze minutos, mas os momentos finais do filme o revivem. Enquanto Nova se prepara para retornar ao futuro para sempre, Altan entrega ADD para ela.

Ele não apenas consertou o robô, mas também fez algumas mudanças no código, que agora permite que ADD expresse humor.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.