Em que ano se passa a série ‘Sex Education’? É passado ou presente?

Handreza Hayran
2 Minutos de Leitura

O sucesso de Sex Education voltou em 17 de setembro com sua melhor temporada. Os fãs da série devoraram a nova temporada, que voltou após um intervalo de 19 meses, e já estão clamando por mais episódios.

Além disso, muitos fãs se perguntam em que ano se passa a série, já que a aparência é distintamente anos 80/90.

Ficamos confusos com o ‘visual’ que muitos dos personagens do elenco usam, como as jaquetas vintage de Eric ou as roupas extravagantes de Aimee. É tudo tão anos 80.

Sem falar que Otis acordava todos os dias graças a um despertador na mesinha de cabeceira. Quem usaria esse objeto no século XXI tendo o alarme do celular?

Mas, quando exatamente a série original da Netflix acontece? Sex Education é presente ou passado? Vamos descobrir!

Em que ano se passa a série?

Bem, apesar de sua aparência estética e distintamente vintage, a série original da Netflix acontece nos dias de hoje

Não foi difícil chegar a essa conclusão, já que nossa maior prova é o fato de que nossos heróis estão usando iPhones novos e constantemente fazendo referência à cultura pop do século 21 como Ed Sheeran e também há uma menção de um Nintendo Switch, que só saiu em 2017.

No entanto, o uso de moda e decoração retrô foi feito propositalmente, o que a criadora da série Laurie Nunn confirmou em uma entrevista. Falando sobre a decisão de usar a estética dos anos 80 e 90, ela disse:

“Foi uma decisão muito consciente minha e dos produtores e do diretor Ben Taylor, que também é o produtor executivo do projeto”.

Em uma entrevista à Variety, antes da estreia da 3ª temporada, Gillian Anderson (que interpreta a terapeuta sexual Jean) revelou que o uso de tecnologia moderna e moda dos anos 80, aumenta a “ambiguidade” da série, tornando-a mais acessível a um público maior.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.