Quantas baixas a Alemanha e França tiveram na 1ª Guerra Mundial?

Handreza Hayran
3 Minutos de Leitura
'Nada de Novo no Front

‘Nada de Novo no Front’ conta a emocionante história de um jovem soldado alemão na Frente Ocidental da Primeira Guerra Mundial.

Paul e seus companheiros experimentam em primeira mão como a euforia inicial da guerra se transforma em desespero e medo enquanto lutam por suas vidas.

O filme do diretor Edward Berger é baseado no best-seller de mesmo nome de Erich Maria Remarque.

Qual é a verdadeira história por trás de Nada de ‘Novo no Front’?

‘Nada de Novo no Front’ é um romance escrito por Erich Maria Remarque em 1929 e publicado após ser rejeitado por quarenta e oito editoras.

Embora pareça uma história fictícia, a história conta o que aconteceu com o próprio autor quando teve que participar da Primeira Guerra Mundial como soldado.

Felizmente, sua obra passou a fazer parte dos grandes romances da literatura universal, e agora o filme da Netflix (não é a única adaptação que existe) nos dá a oportunidade de conhecer uma narrativa antiguerra que se encaixa muito bem no contexto de guerra atual.

Erich Maria Remarque nada mais é do que o pseudônimo literário de Erich Paul Remark, um escritor que foi para a frente ocidental da Primeira Guerra Mundial como aconteceu com milhões de compatriotas alemães, e que decidiu escrever suas experiências, pensamentos e emoções quando voltou vivo dela.

‘Nada de Novo no Front’: Quantas baixas a Alemanha sofreu na 1ª Guerra Mundial?

De acordo com um relatório financiado pela Comissão Europeia por Nadege Mougel em REPERES, o número total de militares alemães mortos na Primeira Guerra Mundial foi de 2.050.897.

Houve também mais de 4,2 milhões de militares feridos durante o conflito e mais 426.000 mortes de civis; no entanto, outras fontes colocam o número de mortos civis mais alto em aproximadamente 700.000.

Os outros membros das Potências Centrais sofreram baixas de 1,1 milhão (Áustria-Hungria), 771.000 (Império Otomano) e 87.000 (Bulgária) militares mortos.

Quantas baixas os franceses sofreram na 1ª Guerra Mundial?

As forças armadas francesas sofreram 1.397.800 militares mortos com mais de 300.000 mortes de civis e 4,2 milhões de feridos.

O Reino Unido, incluindo as Forças Imperiais Britânicas, sofreu 1,1 milhão, com 1,6 milhão de feridos e 109.000 vítimas civis.

O Império Russo, antes de sair da guerra após a revolução bolchevique, sofreu 1,8 milhão de militares com 4,9 milhões de feridos e 1,5 milhão de baixas civis.

A Itália sofreu 651.000 militares mortos, com 950.000 feridos e 590.000 baixas civis.

Os Estados Unidos perderam 116.000 militares, com 200.000 feridos e 757 civis mortos.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.