Broad Peak: Maciej Berbeka e Tomasz Kowalski são baseados em pessoas reais?

Handreza Hayran
4 Minutos de Leitura
Broad Peak

Muitos filmes e documentários se concentram em cenários dramáticos envolvendo vida e morte. O filme de drama da Netflix “Broad Peak” conta uma história dramática sobre o montanhista polonês Maciej Berbeka.

Quem já assistiu “Broad Peak” na Netflix pode estar se perguntando se a história do filme é baseada em fatos reais. Você pode encontrar a resposta para essa pergunta neste artigo!

Broad Peak é baseado em uma história real?

O filme da Netflix “Broad Peak” conta a vida do alpinista polonês Maciej Berbeka e é baseado em uma história real.

Berbeka foi um dos maiores e mais ousados ​​alpinistas da Polônia, mas uma tragédia importante ocorreu durante uma expedição à 12ª montanha mais alta da Terra.

Maciej Berbeka era um montanhista experiente e membro dos Ice Warriors. Os Ice Warriors eram um grupo de especialistas que dominou a cena do montanhismo de inverno, particularmente na década de 1980, quando fizeram as primeiras sete primeiras subidas de inverno de oito mil.

Berbeka procurou o desafio e concentrou-se nas subidas de inverno de oito mil pessoas em todo o mundo. Este tipo de montanhismo é o mais extremo e perigoso. Isso se deve em parte às condições desumanas, incluindo:

  • Frio extremo,
  • Pressão atmosférica particularmente baixa,
  • Tempestades,
  • Neve profunda.

Berbeka conseguiu atingir o cume de Manaslu no Himalaia nepalês sem oxigênio suplementar em 1984 e atingiu o cume de Cho Oyu no Himalaia um ano depois.

Em 1988, Maciej Berbeka foi a primeira pessoa a chegar ao sub-cume (Rocky Summit), um dos cinco picos do Karakorum. A cordilheira fica na fronteira entre o Paquistão e a China.

Mais de duas décadas depois, em 2013, Berbeka decidiu escalar o Broad Peak novamente. Desta vez junto com Adam Bielecki, Tomasz Kowalski e Artur Maek.

O filme da Netflix deixa seus motivos claros: Berbeka não atingiu todo o seu potencial na primeira vez: ele não atingiu o clímax real (Broad Peak) na primeira vez.

Embora o grupo tenha chegado ao cume em 6 de março, surgiram preocupações quando Berbeja, de 58 anos, e Kowalski, de 27 anos, não conseguiram chegar ao acampamento 4 a 7.400 metros no caminho de volta.

Maciej Berbeka e Tomasz Kowalski tiveram que montar acampamento para a noite com mau tempo porque não conseguiram voltar ao acampamento a tempo.

Enquanto Berbeka provavelmente tentou passar a noite a cerca de 7.900 metros, Kowalski acampou a uma altitude de cerca de 7.960 metros.

Os dois alpinistas não foram encontrados na busca subsequente. O líder da expedição, Krzysztof Wielicki, anunciou a suposta morte dos dois apenas dois dias depois, em 8 de março.

Mortes no cume do Broad Peak

O corpo de Tomasz Kowalski foi encontrado no cume a uma altitude de cerca de 7.960 metros e enterrado cerca de 100 m abaixo. O corpo de Maciej Berbeka nunca foi encontrado.

O cume do Broad Peak é considerado um dos mais perigosos do mundo, pois apenas quatro meses depois mais três homens morreram tentando chegar ao cume: os alpinistas iranianos:

  • Aidin Bozorgi,
  • Pouya Keivan,
  • Mojtaba Jarahi.
Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.