“O que aconteceu com o rei dos golfinhos?”: como ele morreu?

José Luis Barbero havia se tornado um dos mais renomados treinadores de golfinhos do mundo; No entanto, quando estava no topo, a divulgação de um vídeo de 99 segundos, em que alegadamente maltratava alguns golfinhos, acabou não só com a sua carreira, mas também com a sua vida.

A história desse personagem é contada no documentário netflix “O que aconteceu ao rei dos golfinhos?”, em que são compiladas entrevistas não só com a sua família e colegas de trabalho, mas também com movimentos pelos direitos dos animais e empresários de parques marinhos.

O que aconteceu com o rei dos golfinhos

O documentário dirigido por Luis Ansorena e Ernest Riera, produzido pela Polar Star Films, chegou à Netflix no dia 25 de novembro após passar pelo Amsterdam International Documentary Film Festival.

O documentáro é o resultado de um extenso trabalho de pesquisa, realizado entre 2015 e 2022, que começou com a intenção de se tornar um artigo de pesquisa mas, dada a repercussão local e internacional da história, tornou-se um documentário para o qual filmaram mais de 57 horas de entrevistas.

Como o caso se tornou um escândalo internacional, contamos quem foi Barbero e como ele morreu.

Quem foi José Luis Barbero?

Um treinador de golfinhos. Essa foi a profissão de José Luis Barbero, um técnico espanhol especializado em criação de golfinhos que foi reconhecido mundialmente pela terapia com golfinhos, técnica que ele ele mesmo estava encarregado de promover e que consistia em interagir com golfinhos para melhorar a qualidade de vida de pacientes que tinham doenças crônicas ou psicológicas.

Um vídeo foi o culpado por sua vida desmoronar. Na época, ele tinha quase 60 anos, era casado e pai de dois filhos, e queria se aposentar o mais rápido possível. mas antes, seria contratado como vice-presidente sênior do Georgia Aquarium (Atlanta).

A queda de José Luis Barbero

Em fevereiro de 2015, circulou nas redes sociais um vídeo em que o treinador era visto supostamente maltratando vários golfinhos:.

O homem de 59 anos não era mais empregado da Marineland na época em que o vídeo circulou. Pouco antes, ele havia largado o emprego para trabalhar no Georgia Aquarium, em Atlanta (EUA).

Teria sido um final brilhante para uma longa carreira como treinador de golfinhos. Depois que o vídeo foi lançado, o aquário americano desistiu do contrato.

Não foi possível determinar em 2015 se o treinador experiente e bem-sucedido realmente abusou sistematicamente dos animais.

No vídeo, podiam ser ouvidas frases como “Seu preguiçoso“, “Você é burro ou só está fingindo“, “Pega a bola de merda” ou “Vou bater na sua cabeça“. Também houve socos e chutes.

Após a publicação das gravações, Barbero explicou que elas foram manipuladas “com más intenções”.

Desaparecimento e morte de José Luis Barbero

No início de março de 2015, Barbero foi dado como desaparecido após não comparecer a um compromisso. A Guardia Civil realizou uma operação de busca em grande escala usando helicópteros e um barco da Guarda Costeira.

Quatro dias após o desaparecimento, o corpo do treinador de golfinhos foi encontrado no quarto andar do estacionamento do Aeroporto de Maiorca. Todos os sinais apontavam para suicídio.