Blonde: filme sobre Marilyn Monroe não será indicado para menores

Handreza Hayran
2 Minutos de Leitura

Depois de meses de rumores, foi confirmado que Blonde, o filme sobre Marilyn Monroe estrelado por Ana de Armas e dirigido por Andrew Dominick, não será indicado para menores de 17 anos.

Em 23 de março, a Motion Pictures Association (MPA) publicou sua mais recente lista de classificações, e a produção baseada no romance de Joyce Carol Oates recebeu NC-17 por seu “conteúdo sexual”.

Embora seja lançada nos cinemas, a versão gratuita da vida do ícone americano terá um lançamento híbrido: também irá para a Netflix, plataforma que a produziu. Desse ponto de vista, é discutível se a classificação mais temida de Hollywood terá algum impacto sério no resultado do filme.

Será o primeiro original Netflix a receber classificação mais de 17 anos

A verdade é que será oprimeiro original Netflix a receber um NC-17, embora a plataforma tenha transmitido outros títulos considerados adultos.

Embora Blonde ainda não tenha data de lançamento, pode-se inferir que provavelmente não será lançado após o4 de agosto, o 60º aniversário da morte de Monroe.

Blonde “conta a história de como um trauma de infância molda um adulto que está dividido entre um eu público e um privado”, disse Dominik.

Netflix também vai lançar um documentário sobre Marilyn Monroe

A Netflix também está programada para lançar ‘The Mystery of Marilyn Monroe: the Untold Tapes’, um novo documentário sobre a morte da atriz.

Com o lema “quanto mais brilhante a estrela, mais sombria é a verdade”, é dirigido por Emma Cooper e produzido pela Library Films.

Disponível em 27 de abril, o longa-metragem explorará as circunstâncias do que foi considerado um “provável suicídio” em 1962, quando Monroe sofreu uma overdose fatal aos 36 anos.

Sua mistura de imagens de arquivo e reconstruções dramáticas não contém imagens inéditas da estrela ou da investigação policial, mas imagens desconhecidas de pessoas próximas a Marilyn para oferecer “uma nova perspectiva na noite de sua morte”.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.