Comparação do filme ‘O Máskara’ com os quadrinhos

Handreza Hayran
4 Minutos de Leitura
O máskara 1
Imagem: Divulgação

‘O Máskara’ foi bastante popularizado nos anos 90 com a interpretação icônica de Jim Carrey como o protagonista mascarado. Com um tom cômico, o filme tornou-se um clássico e responsável por lançar Cameron Diaz em Hollywood. 

Além do sucesso, ‘O Máskara’ foi indicado ao Globo de Ouro e até para o Oscar de ‘Melhores Efeitos Visuais’.  

Porém o que muita gente não sabe é que o filme ‘O Máskara’ é baseado em uma série de HQs criadas por Mike Richardson e pulicadas pela Dark Horse Comics. Mesmo usando um mesmo conceito, a adaptação live-action possui algumas diferenças entre a obra original.  

1. Os quadrinhos tem uma história mais sombria do que o live-action

Um dos grandes diferenciais do ‘Máskara’ de Jim Carrey é por ser uma versão cômica, o que é bem diferente do tom sombrio que a obra original possui. Os Hqs leva um tom sombrio e bem mais violento do que a versão live-action. 

Inicialmente, o diretor do longa Charles Russel, queria fazer uma adaptação de terror e humor negro, seguindo a história original das HQs, mas os produtores preferiram seguir uma versão menos violenta para ser bem aceito pelo público.  

2. A personagem de Cameron Diaz não existe nos HQs 

Uma outra diferença entre as versões são os personagens. Alguns personagens ganharam uma nova roupagem na versão live-action como é o caso do detetive Mitch Kellaway, interpretado por Peter Riegert.

No filme o detetive é centro de várias piadas, mas nas HQs ele é bem mais ‘durão’ e até chega a ser um dos protagonistas ao usar a máscara.  

Outra mudança nos personagens é com o interesse amoroso de Stanley Ipkiss. Na versão do cinema, Tina Carlyle, interpretada por Cameron Diaz é o interesse amoroso de Ipkiss, só que essa personagem foi criada exclusivamente para o filme. Nos quadrinhos, Ipkiss namora Kathy, que também usa a máscara na história.  

3. A origem da máscara difere em cada versão

A máscara do filme possui uma origem nórdica. Ele é feita de madeira e tem um formato triangular, sem grandes detalhes.

Nos quadrinhos, a máscara é enfeitiçada, com um formato de um rosto humano. Enquanto a versão do filme é de madeira e com poucos detalhes, a máscara dos Hqs é feita de jade, por isso quem a usa fica com o rosto na cor verde. 

4. Stanley Ipkiss dos quadrinhos é bem diferente da versão de Carrey

No filme ‘O Máskara’, Ipkiss é apresentado como um homem inseguro e infeliz que ao usar a máscara libera o seu ‘eu’ contido.

O personagem apronta muito, até chega a roubar bancos, mas não chega a ser uma pessoa ruim, já que no filme, a máscara não altera a natureza do personagem.  

Já nos HQs, Ipkiss também é visto como uma pessoa reprimida e infeliz, mas ao usar a máscara ele não se torna o brincalhão e festeiro como no filme, mas sim um completo psicopata. Ele fica agressivo com todos, até mesmo com a namorada Kathy, com quem ele é abusivo. 

As outras pessoas que usam a máscara também são influenciadas a ter comportamentos agressivos.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.