“Fuja”: conheça a perturbadora história verídica que inspirou o filme

Handreza Hayran
3 Minutos de Leitura
fuja

O filme “Fuja” se tornou um sucesso desde sua estreia na Netflix. O que nem todos sabem é que “Fuja” é fortemente inspirado por um fato real que abalou os Estados Unidos em 2015: o assassinato de Dee Dee Blanchard pelas mãos de sua filha.

O enredo do filme gira em torno do relacionamento entre uma mãe chamada Diane Sherman (Sarah Paulson) e sua filha Chloe (Kiera Allen). A adolescente, que está em uma cadeira de rodas, sofre de problemas cardíacos e alergias graves, vive presa à proteção de sua mãe, que a protege de ameaças externas, mas a submete a uma vida de controle.

No entanto, por trás dessa mãe que parece amorosa e protetora de sua filha, um segredo sombrio está escondido. Chloe começa a desconfiar da mãe e consegue descobrir o que ela está escondendo. A partir daí tudo se torna um pesadelo.

#publi

A verdadeira história por trás de Fuja

Embora não seja citado diretamente, é bastante evidente que “Fuja” se inspira na história verídica de Gypsy Rose Blanchard que em 2015 assassinou sua mãe Dee Dee Blanchard. Sua história inspirou a série vencedora do Emmy “The Act” (2019), estrelada pela jovem atriz Joey King e Patricia Arquette.

Dee Dee era vista como uma mãe dedicada e amorosa que sacrificou tudo por sua filha deficiente, que lutava contra muitas doenças. 

Mas a realidade de seu relacionamento era muito mais trágica e cruel: Gypsy Rose foi essencialmente torturada por Dee Dee, que a forçou a passar por vários tratamentos invasivos e cirurgias baseadas apenas em suas crenças.

#publi

Dee Dee Blanchard costumava dizer que Gypsy tinha câncer, milhares de alergias, problemas de digestão, paralisia, atraso no desenvolvimento e aprendizado, câncer e muitas outras doenças, e aproveitava isso para conseguir viagens, doações e muitos outros benefícios, mas todos isso mudou quando Gypsy descobriu a verdade.

Embora ela só tenha sido diagnosticada após sua morte, ficou claro para os especialistas que Dee Dee provavelmente sofria de Síndrome de Munchausen por procuração, o que a levou a abusar de sua filha.

O que é Síndrome de Munchausen por procuração

A Síndrome de Munchausen por procuração é uma forma muito grave de abuso infantil. O agressor, geralmente a mãe, inventa os sintomas ou causa problemas reais para fazer seu filho parecer doente. Isso geralmente é devido a um distúrbio desadaptativo ou busca excessiva de atenção por parte deles.

#publi

As vítimas muitas vezes são crianças, que muitas vezes são submetidas a tratamentos médicos desnecessários e dolorosos ou até morrem pelas ações de seus cuidadores, e o pior é que os especialistas não sabem ao certo o que causa o transtorno.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.