Paternidade - Netflix

Paternidade: a comovente história real de um pai solteiro

Kevin Hart estrela o filme que mistura drama e comédia para mostrar como um viúvo se encarrega de criar sua filha.

Poucas horas antes da celebração do Dia dos Pais em alguns países, Paternity chega a Netflix

O filme original Netflix foi produzido nos EUA onde Kevin Hart se afasta da comédia para mostrar seu lado dramático.

Paternidade é uma história real

Paternidade - Netflix
Paternidade – Netflix

A história é baseada em um livro onde Matt Logelin retrata como foi o primeiro ano de sua vida após o nascimento de sua filha e a morte de sua esposa.

Em uma consulta médica, Liz é informada que terá que fazer uma cesárea na mesma noite, pois há cada vez menos líquido amniótico.

Mas Liz sofre uma embolia pulmonar súbita e morre, deixando Matt e sua família atolados em tristeza e pensando em como será a vida para ele a partir de agora como pai solteiro. Especialmente sua sogra preocupada Marian (Alfre Woodard).

No entanto, ela acredita que tem a solução: que ele e a neta voltem para Minnesota, onde não ficarão apenas próximos dela e do marido, mas também da mãe de Matt. Ou, se preferir, pode ficar em Boston e deixar a pequena Maddy com as avós.

Desafio da paternidade

paternidade
Paternidade – Netflix

Apesar dos bons votos de sua sogra, Matt deixa claro que deve criar sua filha, apesar de todos os problemas que isso envolve os primeiros dias, e suas longas noites sem dormir, aprender a ser pai. Algo que ele também deve equilibrar com o seu trabalho.

E superando todos os obstáculos, os anos passam e Maddy (Melody Hurd) cresce saudável e protegida.

Mas também há os momentos de descontração, onde na companhia dos melhores amigos de Matt, Jordan (Lil Rel Howery) e Oscar (Anthony Carrigan), Maddy demonstra o seu domínio do poker e consegue ganhar todos os biscoitos que apostou.

No entanto, uma nova etapa se abre antes de suas vidas quando, em uma festa de aniversário do filho de Oscar, Matt conhece Lizzie (DeWanda Wise), uma garota com quem ele imediatamente se dá bem. Agora só precisamos saber o que Maddy pensará dela.

Assim, com uma mistura equilibrada de drama com comédia , que inclui momentos em que é preciso ter lenços de papel, Paternidade traz para a tela a verdadeira história de um pai solteiro que provou ser capaz de criar a filha sozinho apesar das más notícias e presságios.

Paternidade: a comovente história real de um pai solteiro via @focoefama
Marcações:
nv-author-image

Handreza Hayran

Handreza Hayran é editora do Foco e Fama. Acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos. Também é apaixonada por séries, música, cinema e tudo o que é tecnológico.