Recebeu um Grammy no palco, vendeu mulheres nos bastidores: a história do rapper R. Kelly

por: Handreza Hayran

Em 28 de setembro de 2021, soube-se que o performer americano R. Kelly foi considerado culpado de pedofilia e tráfico de pessoas para fins de exploração sexual. O intérprete do hit I Believe I Can Fly ficou impune por décadas.

R. Kelly foi um dos músicos mais famosos e procurados dos anos noventa. Sua música I Believe I Can Fly para o filme Space Jam se tornou um sucesso por muitas décadas. 

O fenômeno de sua popularidade também reside no fato de que ele conseguiu conquistar os corações dos ouvintes em todo o mundo, embora em sua América natal na época R’n’B e soul era considerado “música para negros”.

Casamento com Aaliyah que era menor de idade

Aaliyah  e r kelly

Foi Kelly quem ajudou a estrela em ascensão Aaliyah, então com 14 anos, a lançar sua carreira musical e lançar seu primeiro álbum.

Mais tarde, o público soube que a menor de idade estava tendo um caso com seu mentor de 26 anos. Aliya e Robert chegaram a se casar quando a artista tinha apenas 15 anos: foi encontrada uma certidão de casamento datada de 31 de agosto de 1994, onde foi relatado que Aaliyah tinha 18 anos.

O casal continuou a negar tudo. Em suas entrevistas, a cantora falava que ela e Kelly eram “muito próximos” e “as pessoas não entenderam isso”.

O casamento ilegal foi anulado pelos pais do artista em fevereiro de 1995, mas por algum motivo eles não se atreveram a processar R. Kelly. Posteriormente, nem Aaliyah nem Robert comentaram sobre seu relacionamento na imprensa, e a garota, além de tudo, foi para outro produtor.

Em 2001, Aliya faleceu: a cantora de 22 anos morreu em um acidente de avião. Hoje, muitos têm certeza de que, se não fosse a morte, essa garota talentosa se tornaria uma superestrela.

Vídeo de R. Kelly fazendo sexo com menor é revelado, mas júri absolveu o cantor

Posteriormente, começaram a surgir regularmente alegações relacionadas com menores. Em 2002, um jornalista levou à polícia um vídeo em que um homem parecido com Kelly fazia sexo com uma menor de idade.

Somente em 2008 o caso foi a tribunal, mas o júri absolveu o cantor: primeiro, ele continuou garantindo que não estava na gravação e, segundo, a identidade da garota do vídeo nunca foi estabelecida.

R. Kelly e envolvimento com fã menor de idade: Geronda Paice

Esse julgamento de alto nível foi seguido por Geronda Paice, de 15 anos (que originalmente se apresentou como Geronda Johnson), que idolatrava R. Kelly e acreditava incondicionalmente em sua inocência.

A garota conseguiu ficar famosa: compareceu a todas as audiências e até deu entrevistas que ninguém tem o direito de chamar seu ídolo de pedófilo.

Robert apreciou tal devoção e um ano depois, quando o hype diminuiu, ele convidou Geronda para sua festa.

Desde então, ela se tornou uma hóspede regular em sua casa: o músico forçou-a a fazer sexo e filmou o que estava acontecendo em vídeo.

Em 2017, Paice admitiu: R.Kelly foi seu primeiro homem, ele sabia perfeitamente quantos anos ela tinha, mas pediu para contar a todos ao redor que ela tinha 19 anos.

Além disso. Robert subjugou completamente a vontade de Geronda para si mesmo: ele proibiu o uso de um telefone celular, a deixou com fome, permitindo que ela comesse apenas com sua permissão, o mesmo aconteceu com o chuveiro e o banheiro. Por violação das regras ela teria castigo físico.

Em 2010, Pace fugiu do artista depois que ele tentou estrangulá-la em uma briga. Acordando como de um pesadelo, Geronda imediatamente correu para a advogada Susan Loggans, que se dedicou a proteger as vítimas de R. Kelly. 

Infelizmente, todas as vezes o processo terminava da mesma maneira: Robert pagava uma indenização às meninas afetadas em troca da assinatura de um acordo de confidencialidade sobre os detalhes do conflito.

O processo terminava da mesma maneira: Robert pagava uma indenização por um acordo de confidencialidade

r kelly

O mesmo resultado aconteceu no caso de Pace. Ela assinou os documentos necessários e, em troca, começou a receber pagamentos regulares do artista.

Somente em 2017, Geronda cuspiu no acordo e decidiu contar ao mundo inteiro quem era R. Kelly.

Ela deu uma entrevista ao Buzzfeed, onde falou com o máximo de detalhes sobre a atrocidade do ex-amante.

“Ninguém me defendeu quando passei por tudo o que ele fez comigo. Ele fez uma lavagem cerebral em mim, e é tudo muito parecido com Charles Manson. R. Kelly precisa ser detido,” Geronda assegurou.

O Buzzfeed, pegando na história, encontrou os parentes das meninas que naquele momento moravam com o artista em sua mansão. 

6 Meninas viviam em confinamento na mansão de R. Kelly

Descobriu-se que cerca de seis meninas viviam em confinamento sem a oportunidade de entrar em contato com o mundo exterior (com suas famílias, em particular), bem como decidir o que e quando comem e usam. 

Uma mulher de cerca de trinta anos vivia com elas e ensinava as jovens a se comportar com o músico na cama. 

Elas eram obrigadas a chamar Robert de “papai”, e eram tratadas como”animais de estimação”.

Os pais de uma das meninas disseram que viram a filha apenas uma vez desde o momento em que ela caiu sob a influência do músico.

R Kelly enfrentou mais de 10 acusações

Investigações jornalísticas de alto nível levaram o caso adiante. Em 2019, um processo criminal foi aberto. R Kelly enfrentou mais de dez acusações, incluindo pornografia infantil, abuso sexual infantil, assédio sexual e obstrução de uma investigação. 

A investigação de todas as circunstâncias do caso, em que novos detalhes surgiram regularmente, durou mais de dois anos. 

Ele foi acusado de tráfico de mulheres para fins de exploração sexual

Finalmente, em 28 de setembro de 2021, Robert Kelly foi considerado culpado em todas as acusações. Ele foi acusado de tráfico de mulheres para fins de exploração sexual, produção de pornografia infantil, sequestro e abuso sexual de menores.

Durante o processo, mais de 45 testemunhas falaram, seis confirmaram as ligações do músico com menores. A ex-mulher de R Kelly, a falecida cantora Aaliyah, também foi apontada como uma das vítimas.

“A condenação de hoje marcou para sempre R. Kelly como um agressor que usou sua fama e fortuna para atacar os jovens, os vulneráveis ​​e os sem voz para sua própria gratificação sexual”, disse a advogada do Distrito Leste de Nova York, Jacqueline Kasoulis.

A medida preventiva será anunciada em 4 de maio de 2022, mas já está claro que Robert Kelly, de 54 anos, enfrenta várias décadas de prisão a prisão perpétua. O próprio artista não admitiu sua culpa.

Confira Também