A terrível morte de seu filho e o nascimento de ‘Tears in Heaven’, a música de maior sucesso de Eric Clapton

Handreza Hayran
2 Minutos de Leitura

Se analisarmos todas as grandes músicas, além das letras bem escritas, encontraremos uma história impressionante.

Com o tempo, todas essas histórias são esquecidas, e em seu lugar vem o significado que o próprio público deu à música. E acontece de ser absurdamente oposta ao que o autor pretendia.

Conheça agora as histórias por trás das músicas populares!

Eric Clapton – Tears in Heaven

A composição lírica do falecido Eric Clapton Tears in Heaven é associada pela grande maioria dos ouvintes com felicidade e tristeza melancólica.

Tears in Heaven está constantemente tocando em academias e estações de rádio com música relaxante. Na verdade, por trás da música está uma história muito mais triste. Para dizer o mínimo.

Em 1991, o filho de quatro anos do grande guitarrista, único herdeiro de Clapton, corre por um apartamento no 53º andar de um arranha-céu de Nova York e cai de uma janela panorâmica.

O acidente fatal devasta Clapton, cujos negócios já deixaram muito a desejar. O músico cai em grave depressão, deixa de se apresentar.

Um ano depois, entorpecido pela dor, Clapton dedica a música Tears in Heaven ao falecido Conor, que o ajudou a voltar à vida.

Foi um dos raros casos na biografia de Clapton em que ele encontrou salvação não no álcool e na heroína, mas na música:

“Eu quase inconscientemente usei a música como meio de cura, e vejam só, funcionou”.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.