Tina Turner: de um marido abusador à fama mundial

Handreza Hayran
6 Minutos de Leitura

Tina Turner é uma das artistas de maior sucesso de todos os tempos, mas sua vida não tem sido fácil. Uma seleção de fatos surpreendentes e pouco conhecidos sobre ela não só prova que ela é uma verdadeira rainha do rock, mas também mostra o quanto ela trabalhou por este título.

1. O nome verdadeiro dela é Anna Mae Bullock

Anna Mae Bullock nasceu em 26 de novembro de 1939 em Brownsville, Tennessee. Ela usou o nome artístico de “Little Ann” até começar a se apresentar com Ike Turner. Ela começou a cantar com o grupo de Ike “Kings of Rhythm”, logo se casou com Ike e começou a aparecer no palco como Tina Turner.

2. Pais abandonaram Tina e suas irmãs

Quando a Segunda Guerra Mundial estourou, os pais de Turner se mudaram para Knoxville, Tennessee, para trabalhar em uma instalação de defesa. No entanto, eles decidiram não transportar Tina e suas duas irmãs para Knoxville, e Tina foi enviada para morar com seus avós. Dois anos depois, Tina e seus pais voltaram para Nutbush, Tennessee.

Em 1950, quando Tina Turner tinha 11 anos, sua mãe deixou sua família e foi para St. Louis, fugindo de seu marido agressor.

Dois anos depois, o pai de Tina se casou novamente e se mudou com sua nova esposa para Detroit, deixando Tina e suas irmãs para trás. As meninas foram enviadas para Brownsville, Tennessee, para a avó materna.

3. Ela trabalhava como faxineira e enfermeira

Enquanto Tina Turner estava aos cuidados de sua avó materna, ela trabalhava como governanta para uma família rica.

Conforme ela crescia, antes de sua carreira musical começar, ela trabalhou como enfermeira no Barnes Jewish Hospital em St. Louis. Ela originalmente planejava se tornar uma enfermeira, mas quando sua carreira musical decolou, ela abandonou esse plano.

4. Ela não tinha direitos sobre seu nome artístico

Sabe-se hoje que Ike Turner sujeitou Tina a abusos emocionais e físicos. Foi Ike quem mudou seu nome de Anna Mae Bullock para Tina Turner, e quando a dupla fez sucesso, ele decidiu registrar seu nome como marca registrada.

Isso essencialmente significava que se Tina Turner decidisse deixar o grupo, Ike poderia conseguir outra vocalista e usar o nome de Tina Turner. Mas logo todos perceberam que isso seria problemático: Tina estava ganhando popularidade rapidamente.

5. Ela derrubou barreiras raciais

Depois que Ike e Tina Turner lançaram o single “A Fool in Love” em julho de 1960, Ike decidiu formar o grupo de turnê The Ike & Tina Turner Revue, que incluía Rhythm Kings de Ike e um grupo de garotas chamado Ikettes como backing vocals.

Durante a década de 1960, Ike enviou a banda em turnê várias vezes. Ela era tão popular que se apresentou para um público não segregado nos estados do sul durante a turnê. Isso foi um grande acontecimento em um contexto de contínuos problemas de direitos civis para pessoas negras nos Estados Unidos.

6. Tina apanhava do ex-marido

Tina e Ike Turner se casaram oficialmente em 1962 em uma cerimônia civil em Tijuana, México. Embora seu grupo tenha alcançado um grande sucesso mundial, Tina estava em muito mau estado.

Ike zombava de Tina e batia nela, e muitas vezes ela tinha que se apresentar com hematomas, lábios sangrentos e olhos roxos. Tudo era tão desesperador para Tina que em 1968 ela tentou suicídio tomando uma grande dose de Valium.

Mas quando Tina fugiu de Ike, sua própria mãe não apoiou sua decisão. De acordo com a mãe de Tina, Ike foi o primeiro que a levou ao sucesso, e ela deveria ser grata a ele.

7. Tina Turner ficou na miséria após o divórcio

Apesar do sucesso mundial, após o divórcio, Tina Turner permaneceu quase na miséria. Quando a propriedade foi dividida, ela ficou com apenas dois carros e os direitos de seu nome artístico.

A própria artista confirmou, dizendo: “Depois do divórcio, não recebi mais nada. Sem dinheiro, sem casa.

Felizmente, ela conseguiu eventualmente ter sucesso com um nome que antes nem mesmo lhe pertenceu.

8. Ela estabeleceu um recorde mundial

Em 1988, Tina Turner fez uma turnê pelo mundo com seu álbum de 1986 Break Every Rule. Em um show no Rio de Janeiro, bateu o Recorde Mundial do Guinness de maior público pago por artista solo, com 180 mil ingressos. Esta apresentação quebrou o recorde de 1980 de Frank Sinatra.

9. Tina sofreu um derrame

Em 2013, Tina se casou com o ex-produtor musical Erwin Bach, mas três semanas após o casamento, Tina sofreu um derrame e teve que aprender a andar novamente.

Três anos após o derrame, em 2016, Tina foi diagnosticada com câncer de intestino. Ela tentou reduzir a pressão arterial com homeopatia, mas esses remédios resultaram em danos renais graves. Bach decidiu doar um rim para ela. Em 7 de abril de 2017, Tina foi submetida a um transplante e recebeu o rim do marido.

Compartilhe este Post
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.