Como Doja Cat transformou seu hit viral ‘MOOO!’ em uma carreira musical

Handreza Hayran
7 Minutos de Leitura
doja cat

Doja Cat é uma rapper americana de ascendência sul-africana. O sucesso viral “Mooo!”, lançado em 2018, trouxe-lhe a maior popularidade. Ao mesmo tempo, foi lançado o álbum de estreia da cantora, intitulado “Amala”.

Em 2020, Doja Cat alcançou o topo da Billboard Hot 100 com o single “Say So”. A garota é chamada de uma nova versão de Missy Elliot, em comparação com as estrelas do hip-hop Lil Kim e Nicki Minaj.

Fatos rápidos

  • Nome verdadeiro: Amala Ratna Zandile Dlamini
  • Aniversário: 21 de outubro de 1995
  • Local de nascimento: Malibu, Califórnia, EUA
  • Altura: 160 cm
  • Peso: 62 kg
  • Signo do zodíaco: Libra

1. Seu pai é compositor

Amalaratna Zandile Dlamini é o nome dado pelos pais a menina nascida no outono de 1995 em Malibu. A família multinacional em que ela apareceu, se distinguia por uma abordagem criativa da vida, todos estavam engajados em alguma direção na arte.

Seu pai, Dumisani Dlamini, é um nativo da tribo Zulu, foi educado nos Estados Unidos, compôs música, tornou-se ator. Depois de filmar o drama musical de Darrell Rudt, conseguiu equipar uma casa confortável para a família.

Ele decidiu tentar sua sorte como produtor, e teve bastante sucesso.

A mãe de Amala, Deborah Elizabeth Sawyer, estava com sua avó na comunidade judaica. Ambos os artistas estavam engajados em artes. A música era uma companhia constante na família, não só graças ao pai-compositor.

Os pais frequentemente assistiam a shows de artistas famosos e levavam o filho mais velho e a filha com eles.

2. Doja Cat fez aula de música

Por insistência da avó, a menina foi encaminhada para uma escola de música. Tendo estudado o básico da notação musical e praticando piano por alguns anos, Amala se interessou pela dança.

Nessa época, seu irmão mais velho costumava visitar as batalhas de rap. Um dia, a garota implorou para que ele a levasse com ele. A menina gostou tanto do ritmo e da energia que resolveu tentar nessa direção e escreveu sua primeira faixa no gênero.

Segundo a recordação da intérprete, num primeiro momento bastavam dois likes para ela chorar de felicidade e, quando recebeu mais de vinte, decidiu que o rap era a sua vocação.

3. Ela mesma invebtou o pseudônimo Doja Cat

Ao ouvir Nicki Minaj, Pharrell Williams ou PartyNextDoor, a garota pensou em adotar um pseudônimo para si mesma. Ela mesma o inventou: Doja Cat.

Sob esse pseudônimo, ela começou a enviar suas músicas para a Internet,. Às vezes, as tentativas não eram totalmente bem-sucedidas, mas Amala não se aborreceu. Sua iniciativa foi apoiada pelos conselhos de seu irmão, que sempre acreditou no seu sucesso.

4. Doja Cat gravou a faixa “So High”

Em 2013, Doja Cat gravou a faixa “So High”, que postou na plataforma europeia de Internet SoundCloud. A composição atraiu a atenção não só do público.

Logo, a gravadora RCA Records ofereceu uma colaboração à garota. A música “So High” foi ganhando popularidade: com a permissão do intérprete, foi usada na trilha sonora da série de TV “Empire”.

Logo a cantora lançou seu primeiro mini-disco “Purrr!”, No qual apresentou ao público um mix de dance disco, R&B, rap. Após o vídeo de seu single de estreia “So High”, a garota foi chamada de seguidora da música psicodélica, uma garota prodígio que logo ultrapassaria Nicki Minaj.

5. Doja Cat e sua popularidade no Tik Tok

Em 2015, a cantora colaborou com o rapper de Atlanta Maco Mattox, juntos eles lançaram vários remixes originais de sucessos anteriormente populares. Doja Cat se tornou amplamente conhecida após publicar o single Candy na plataforma de vídeo viral TikTok.

Em 2018, graças à popularidade da composição, a cantora gravou mais duas canções Roll with Us e Go to Town, após as quais lançou seu primeiro álbum completo, Amala, e iniciou uma turnê pela América.

6. Chris Brown e Katy Perry comentam o vídeo ‘Mooo’ de Doja Cat

Suas composições começaram a ganhar popularidade fora da América, e o vídeo da música “Mooo!”, que ela postou em seu canal no YouTube, causou uma empolgação sem precedentes, até mesmo Chris Brown e Katy Perry deixaram suas respostas entusiasmadas.

Além disso, um flash mob começou no Instagram com a hashtag #MooChallange, em que diferentes pessoas fantasiavam-se em seus vídeos como vacas.

7. Doja Cat nas listas da Billboard Hot 100

O ano de 2019 não se tornou menos agitado. Doja Cat criou vários remixes de suas canções junto com cantores populares. Assim, a música “Tia Tamera” foi interpretada em dueto com Rico Nasty, e “Juicy” regravada com Tuga. As músicas foram incluídas nas listas da Billboard Hot 100.

8. Doja Cat lançou um novo álbum: “Hot Pink”

Percebendo o quanto sua música é solicitada, bem como atendendo aos pedidos de um grande exército de fãs, Doja Cat lançou um novo álbum “Hot Pink”.

Quando a cantora foi questionada sobre o novo álbum, ela disse que tentou pintá-lo com as cores que amava desde a infância. As composições parecem envolver.

O álbum chegou ao top dez da Billboard Hot 100, e a cantora foi convidada para o show de Jimmy Fallon.

9. Novo állbum com participação de The Weeknd

Em junho de 2021, Doja Cat lançou seu terceiro álbum de estúdio, Planet Her. A tracklist contém 14 canções, incluindo talentos com The Weeknd (You Right), Ariana Grande (I Don’t Do Drugs), SZA (Kiss Me More) e Young Thug (Payday).

Críticos musicais renomados consideraram o novo disco o melhor da discografia de Doja, e a própria cantora foi apelidada de “a rainha do pop em ascensão”.

10. A cantora ultrapassou 63 milhões em termos de streams mensais na plataforma Spotify

Em setembro, Cat gravou uma faixa conjunta com Lil Nas. Nesse ínterim, ultrapassou 63 milhões em termos de streams mensais na plataforma Spotify. Ela é a terceira musicista na história (e a primeira artista de rap) a fazer isso.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.