Pintura de Harriet Tubman por Curtis James
Pintura de Harriet Tubman por Curtis James

Harriet Tubman, a primeira mulher a aparecer nas notas de dólar dos EUA

Harriet Tubman era uma mulher com descendência africana que nasceu na década de 1820 como escrava em Maryland, nos Estados Unidos.

Ela conseguiu ir para a Filadélfia, livrando-se assim da escravidão. Assim pode lutar pelos seus direitos e também por todos os escravos.

Ela se destacou em muito pela sua luta durante a Guerra de secessão, tornando-se um dos maiores nomes da época.

Saiba mais sobre quem foi Harriet Tubman.

Nascimento e juventude de Harriet Tubman

Harriet Tubman nasceu na cidade de Dorchester County, em Maryland, nos Estados Unidos no início da década de 1820. Na ocasião ela foi batizada como Araminta Ross.

Ela foi a quinta filha do casal Harriet Green e Ben Ross, que moravam em uma plantation na região costeira de Maryland.

Por ser descendente de escravos, não demorou para que Harriet começasse a viver os horrores da escravidão.

Aos cinco anos de idade ela foi alugada para ser babá dos filhos dos seus vizinhos. Mas caso o bebê chorasse, a menina era punida com violência.

Já na adolescência, a jovem acompanhava o pai no trabalho como lenhador. E foi nessa época que conheceu seu primeiro futuro marido, John Tubman, com quem se casou em 1844.

Aos 12 anos de idade, Harriet teve um trauma craniano ao tentar salvar um escravo de um peso que foi arremessado.

Com isso ela teve dores de cabeça muito forte durante toda a sua vida. Mas também deu motivação para que ela fugisse e se envolvesse na luta contra a escravidão.

Guerra de Secessão

Depois de fugir para a Filadélfia e se livrar da escravidão, Harriet Tubman fez história ao lutar pelos direitos humanos na Guerra de Secessão, entre os anos de 1861 a 1865.

A também conhecida como Guerra Civil Americana provocou a morte de pelo menos 600 mil pessoas.

A jovem lutou ao lado dos estados do Norte, que eram contra o regime de escravidão. Durante o conflito, trabalhou como espiã para obter informações sobre as tropas confederadas.

Mas foi em 1863 que ela cumpriu seu maior papel no combate, trabalhando como abatedora para as tropas de James Montgomery, além de liderar ataques a fazendas escravocratas.

Últimos anos da vida de Harriet Tubman

Além de ser atuante na Guerra Civil Americana, Harriet Tubman também lutou pela igualdade de direitos e boas condições de vida e de educação para a população afro- americana.

Foi ativista também na luta dos direitos pelo voto feminino, por meio do movimento sufragista.

Ao longo de sua vida, Harriet teve dois maridos, sendo Nelson Davis o segundo, com quem ela adotou Gertie.

Na velhice passou seus últimos anos em uma casa de repouso em Auburn e faleceu de pneumonia em 10 de março de 1913.

Conclusão

Harriet Tubman foi uma ativista muito importante na luta pela abolição da escravidão nos Estados Unidos e, também pela luta por direitos da população, incluindo o voto para as mulheres.

Por isso se tornou um dos grandes nomes do país e, agora tem seu rosto estampado nas notas de 20 dólares.

Harriet Tubman, a primeira mulher a aparecer nas notas de dólar dos EUA via @focoefama

Autor(a): Fernanda Campos

Ao longo do caminho Fernanda Campos escreveu sobre saúde, moda, arte e cultura, e de uma forma ou de outra, sempre volta a esses lugares. Ela também é mestre em biotecnologia e trabalha há 3 anos como redatora.