Princesa japonesa Mako se casou com um amigo e perdeu seu título

Handreza Hayran
3 Minutos de Leitura
Princesa japonesa Mako

Às vezes, o amor é mais forte do que a tradição. A princesa Mako do Japão provou isso nesta terça-feira, 26 de outubro, casando-se com seu noivo, o plebeu Kei Komuro.

A jovem foi contra parte de sua família e as tradições de seu país, preferindo perder seu título real do que desistir do amor de sua vida.

Em muitas famílias reais, casar-se com um plebeu ainda é desaprovado. O príncipe William experimentou isso ao se casar com Kate Middleton, o príncipe Harry experimentou a mesma coisa com Meghan Markle e, desta vez, é no Japão que um casamento real se transformou em polêmica.

De fato, a princesa Mako, filha do príncipe herdeiro Fumihito e sobrinha do imperador Naruhito, casou-se com o plebeu Kei Komuro. Uma união que põe fim a um longo período para o casal, que teve que lutar em nome do amor que tinham um pelo outro.

Kei Komuro e a princesa Mako tiveram o casamento adiado várias vezes

Em um relacionamento de vários anos, Kei Komuro e a princesa Mako do Japão anunciaram seu noivado em 2017, há mais de quatro anos. Mas o que deveria ter sido uma boa notícia rapidamente se transformou em um pesadelo.

Não só a família real não aprecia que sua princesa opte por se casar com um plebeu, mas como um bônus, a mãe do futuro noivo estava no centro de uma controvérsia. Ela era acusada de não ter reembolsado uma quantia em dinheiro emprestada de seu ex-companheiro para financiar os estudos de seu filho, que seria de quase 4 milhões de ienes.

Como resultado desse caso, a união da princesa Mako e Kei Komuro foi adiada pela primeira vez em 2018, e o jovem foi para os Estados Unidos para continuar seus estudos de direito.

O casamento foi mais uma vez adiado devido à crise da Covid-19, e a união começou a ganhar fama de “casamento amaldiçoado”, tanto que algumas pessoas especulavam até sobre o seu cancelamento.

Apesar das dificuldades relacionadas à mãe de Kei Komuroe sua situação, os pais da Princesa Mako aceitaram que sua filha deveria ignorar a tradição, respeitando sua escolha.

Ela perdeu seu título real

Ao se casar com um plebeu, a princesa Mako teve que fazer concessões. A jovem, que completou 30 anos no fim de semana anterior ao casamento, perdeu o título oficial quando o casal registrou sua união.

No Japão, o trono só pode ser passado aos membros da família do sexo masculino, e os filhos de mulheres reais que se casam com plebeus não são incluídos na ordem de sucessão.

Escrito por Handreza Hayran
Nascida e criada em Petrolina-PE, Handreza Hayran é co-fundadora e editora do Foco e Fama. Formada em Computação pela UFRPE, ela também é fã de tecnologia, filmes e séries. Além disso, acredita que histórias bem contadas, são presentes incrivelmente valiosos.