TikTok: Quão arriscado é o aplicativo realmente?

Depois que vários governos baniram o Tiktok dos celulares de trabalho de seus funcionários, muitos usuários estão se perguntando se há algum risco.

Cada vez mais autoridades ao redor do mundo estão proibindo o uso do TikTok nos celulares das empresas. Os Estados Unidos aprovaram uma lei nesse sentido em dezembro – as autoridades federais agora têm 30 dias para excluir o aplicativo.

O governo dos EUA pediu aos funcionários de todas as agências federais que excluíssem o aplicativo de vídeo curto TikTok de seus telefones de trabalho. O Office of Management and Budget disse que as agências têm 30 dias para garantir que o aplicativo seja removido de todos os dispositivos móveis da agência federal.

Esta é uma resposta aos riscos “para dados sensíveis do governo” do aplicativo, que pertence a uma empresa chinesa.

Com a mudança, o governo dos EUA está implementando uma legislação recentemente assinada pelo presidente Joe Biden e aprovada pelo Congresso em dezembro, que também proíbe o uso do TikTok na Câmara e no Senado por questões de espionagem.

A Casa Branca já está obrigando seus funcionários a parar de usar o aplicativo em celulares de trabalho, assim como os Departamentos de Defesa, Segurança Interna e Relações Exteriores.

Um projeto de lei está sendo apresentado no Congresso dos EUA que pode tornar possível uma proibição ainda mais abrangente do aplicativo nos EUA.

TikTok já bloqueado na China

O estado chinês e a liderança do partido criticaram a proibição do governo dos EUA. A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Mao Ning, disse em Pequim: A potência mundial número um tem medo de um aplicativo que os jovens gostam.

No entanto, a porta-voz não mencionou que o TikTok já está bloqueado para 1,4 bilhão de pessoas na China. Existe apenas a versão chinesa censurada Douyin. 

Além disso, quase todos os principais aplicativos e sites estrangeiros não são prontamente utilizáveis ​​na China – incluindo Twitter, WhatsApp, Facebook, Instagram e Google. O acesso ao mercado para empresas de outros setores também é severamente restrito na República Popular.

As críticas também vieram do próprio TikTok. A abordagem dos EUA influenciaria outros governos em todo o mundo, disse Brooke Oberwetter, do TikTok, à agência de notícias AP. “Essas proibições são pouco mais que teatro político.”

O aplicativo de vídeo curto pertence ao grupo chinês Bytedance. É particularmente popular entre os jovens. No entanto, os críticos temem que os dados não sejam seguros e que o Estado chinês possa ter acesso a eles. TikTok nega isso.